sexta-feira, 27 de julho de 2012

Sem açúcar, com afeto ou porque não dar açúcar ao bebê!

Sempre me perguntam, por quê não dar açúcar ao bebê?
Ou então: posso dar açúcar orgânico, mascavo, produto adoçante?



O seguinte: a resposta inicial, todo mundo já sabe. Açúcar branco é caloria vazia, logo, não faz bem pra ninguém, dieteticamente falando.
Essa caloria vazia pode ser traduzida em excesso de peso lá na frente - uma das doenças de mais difícil tratamento: a obesidade.

Mas tem um motivo mais profundo aí. Que eu vou explicar agora.

A necessidade de comer açúcar (alimentos doces) é do adulto. O bebê está provando tudo. Ele não sabe, por exemplo, que o suco de maracujá tem que ser adoçado. Sério. Ele vai aprender o que você mostrar a ele.
Ele não sabe que a banana pode ficar melhor com açúcar. Ou não.
A necessidade é nossa, não do bebê.

Só que, por natureza, o bebê já vem gostando de doce de fábrica. Ofereça açúcar, iogurte adoçado, chocolate, pirulito e geralmente você verá um bebê que vai comer e se lambuzar. A lactose do leite materno é levemente adocicada.

Por isso, não é um dos paladares que nós, mães, devemos ensinar ao nosso filho. Esse ele já gosta. Lição aprendida. Agora, devemos introduzir o azedo, amargo, salgado, ácido, etc

Quando mais oferecermos os alimentos adoçados artificialmente,  mais o bebê vai querer só alimentos adoçados. Fica mais difícil introduzir os outros sabores. E quem tem filho maior sabe... quando chegar em 1 ano, 1 ano e meio ou 2.... o apetite voraz dos nossos pequeninos naturalmente diminuí. Por isso, mais de 50% das mães confirmam que tem dificuldades alimentares em casa. Ou o filho "não come" ou o filho é seletivo. Gosta de 4, 5 8, 10 tipos de alimentos e só.

E é desse seletivo que eu vou falar. Se você der, antes do tempo, alimentos ricos em açúcar, pode ser que 4 entre estes 8 alimentos que ele vai comer, tem açúcar.

Vivemos para educar nossos filhos. E educação alimentar (eu não canso de repetir) também é educação! Educar o paladar do seu filho é um papel seu também. Ele vai comer o que aprender comer.

Par terminar, gostaria de relembrar é que normal e esperado querer dar doce ao bebê. Ou outras pessoas quererem. Gente, acredite, quem quer dar açúcar ao bebê o ama de verdade! Nada de culpa!
É porque, como dizia a música do Chico Buarque, o açúcar pode ser um método, como posso dizer, de sedução. De carinho, de amor. Queremos agradar quem amamos, e geralment, adoramos doces. O bebê também vai adorar. Por que não dar esse carinho a ele?

É difícil, mas o motivo é nobre. Não, seu filho não irá morrer se comer açúcar. Ele pode comer um dia, e no outro dia estar bem (ou não). Mas isso, com certeza, irá dificultar a educação alimentar dele. Além de ser calorias vazias. Além de mascaram o sabor original do alimento. Além de dar cárie. Além de predispor o bebê a doenças sérias como obesidade e todas as suas complicações.


Os motivos são muitos. E tudo tem seu tempo, né? Logo mais ele vai comer o doce tão esperado. Mas quando o comer, já irá gostar de muitos outros alimentos. E aí, poderá comer um pedaço apenas e dizer: "hum, que delícia, muito obrigado, estou satisfeito!"

(válido para todos alimentos com açúcar em sua composição!)





terça-feira, 10 de julho de 2012

Meu filho não come - visão da criança!





E aí pessoal, vamos validar o que nossas crianças sentem também! Será que a solução é tentar forçar a criança a comer, e lá na frente o pequeno desenvolver obesidade? Ou será que devemos castigá-lo, não o deixar brincar? Aqui no blog tem várias dicas de como ajudar seu filho a comer melhor. Tente em casa. Não precisamos inventar histórias.  Ou busque ajuda especializada! Procure uma nutricionista infantil preparada para ajudá-la a lidar com o problema!
Abaixo as guerras na mesa! E mais tranquilidade pras mães, nós merecemos!

Beijos e bom apetite!