Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2014

Carta para a mãe que não amamentou o quanto quis

Eu tenho ideia do que passou. Você tentou, dentro do que lhe foi possível. Puerpério não é fácil, e tenho quase certeza que ninguém te informou sobre aleitamento ainda no parto, quando deveria ser. Aliás, parecia uma coisa simples né? As fotos são de belas mulheres amamentando calidamente seus filhos. Algumas pessoas diziam que era difícil, mas a gente acha que vai dar conta ué!
Só, que, no caminho, acontecem coisas que a gente não pode explicar, ou prever, ou até mesmo, aguentar. Foi um bebê que não ganhou peso, foi um machucado grande, uma internação, uma indicação inadequada de complemento, muitos palpites. Eu sei, a primeira mamadeira foi dada com pesar. Esse não era seu plano.
O tempo passou, e tudo ficou mais claro. Talvez, ao olhar para trás, você consiga enxergar o que poderia ter feito de diferente. Hoje, mais envolvida com a maternagem, sabe que poderia ter achado o apoio certo. Isso, às vezes, ainda te deixa culpada.
O que eu queria escrever é o que já te falaram, mas em relaçã…

A distração que embala a refeição!

Isso é um sintoma/ situação da modernidade. A criança, brinca, pula, estimulada, ativa demais, não consegue parar. Ou o contrário, calma, tranquila, mas não tem o interesse pela comida. Com a ideia que “não importa como ou o quê coma, o importante é que coma”, a TV ou alguma tela entrar em ação para fazer a criança “comer melhor”(?).
Talvez a mãe se lembre de como tudo começou. Talvez, essa situação já esteja tão “entranhada” na rotina, que mal dá pra saber. E o maior problema é escapar da armadilha que fizemos pra nós mesmos.
Mas afinal, qual o problema de comer sentado em frente à TV? Qual o problema de distrair a criança para conseguir mais uma colherada?


A nutrição tem muitas linhas. Quem lê esse blog deve saber disso. Depende de quem você lê, as orientações podem divagar. Mas existe um, um único assunto que todas as linhas da nutrição concordam veemente. Se você gosta da alimentação ayurveda, se na verdade se interessa por medicina chinesa, se gosta é da nutrição funcional, se faz m…