Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2012

Alimentação da criança nas festas de fim de ano! E uma receita para fazer em família!

Olá pessoal! Chegando uma fase gostosa, principalmente para quem está com crianças em casa: as festas de fim de ano! Mas sempre pinta uma dúvida ou outra, em relação a alimentação! Vamos conversar um pouquinho? Primeiro, quem tem os pequeninos de até 1 ano, não dá pra bobear. A alimentação do bebê precisa ser respeitada, inclusive nessa época. Já pensou ter que correr pro hospital com uma criança com reação alérgica bem no meio da festa? Ou dar aquela dor de barriga bem no meio da diversão? Não dá, ninguém aproveita direito. Então, os alimentos não indicados (guloseimas, café, frituras, açúcar, que contém conservantes, aromatizantes) não estão liberados pra essa turminha.Nem um pouquinho.  Mas as frutas típicas, uma papinha feita com a carne do peru, uma papinha de frutas secas, isso está. Claro, dentro da rotina pré-estabelecida e  do combinado com a nutricionista ou com o pediatra. Quanto mais rotina, mais o bebê se sente confortável, mais aproveita a festa. Agora, em relação aos mais v…

Cultura alimentar!

Olá pessoal!! Fatos começaram a me estimular a pensar sobre a nossa cultura alimentar. Estive em uma sala de espera, em um hospital, e estava passando uma matéria interessante na tv, específica para a sala de espera. Uma nutricionista comentava sobre a alimentação do brasileiro. Dizia algo como "daqui a pouco, as pessoas vão querer se alimentar com a alimentação brasileira, assim como foi com a alimentação mediterrânea." Ponto pro Brasil! E em outra ocasião, assisti a uma palestra interessante sobre marketing. Um profissional renomado estava contando uns "cases" de sucesso e insucesso. Comentou sobre as sopas Campbell's®. A empresa chegou aqui no Brasil e pensou: "muita gente, vai vender horrores". Aí, montou aquela fábrica enorme... mas esqueceram de estudar o público. Entre outros motivos, o profissional comenta que, com brasileiro não tem essa de "sopa em lata". Comida, pra nós, é carinho, atenção, família. Como você demostra amor abrindo uma …

Relactação - um relato de sucesso!

Um dos posts de maior sucesso aqui do blog é o de relactação. E melhor do que descrever a técnica, é saber o que passa na pele e na cabeça de uma mãe  que realmente passou por isso na pele. E por isso, há algum tempo atrás, pedi para uma querida e guerreira mãe dividir a história dela com a gente! A Denise Pimenta escreve o blog "A mãe do Léo", e eu indico especialmente dois lindos posts dela sobre amamentação: um poema e um pouco de história, com os benefícios da amamentação relatados. Fica á vontade, Denise, e obrigada pelo depoimento!


Relactação
Por Denise Pimenta
"Para chegar aonde devemos, ao assunto principal, devo começar contando nossa história, nossa experiência, que deu certo e muito! Antes mesmo do nascimento do meu bebê, veio o colostro, vazava na cama, de chegar a molhar, e eu morrendo de felicidades por ver o leitinho, alimento do meu filho jorrando, abundantemente do meu seio. Eis que a primeira lição: só ter o leite não basta. Amamentação depende de muitos fator…

Para as crianças de fibra! Mas se seu filho está magrinho, também vale a pena dar uma olhada!

Olá pessoal Recebi uma solicitação muito especial de uma mãe com um filhinho com uma patologia chamada fibrose cística. Me tocou, foi sobre essa doença que escrevi ao terminar minha especialização em pediatria. E estou aqui, escrevendo em homenagem a Erika Moreira  e todas as mães de fibra. A fibrose cística é também conhecida como "doença do beijo salgado", pois a pessoa portadora da doença elimina quantidade extremamente alta de sódio, cloro e potássio no suor. Logo, seu suor é mais salgadinho. E no momento que a mãe carinhosamente beija seu filho, sente o sabor salgado. Uma explicação rápida: a fibrose cística é caracterizada pela disfunção das glândulas exócrinas, que produzem muco mais espesso, o que pode obstruir os ductos de alguns orgãos, causando doença pulmonar crônica e  insuficiência pancreática. Aí a nutri entra: a função pulmonar e o estado nutricional tem relação -  um emagrecimento com perda de massa magra, de músculos, pode influenciar os músculos respiratórios…

"Dieta" para criança gordinha

Tenho visto muita coisa por aí. Tenho visto muitas crianças acima do peso. Mas acima de tudo, tenho visto diversas posturas "para concertar" essa criança que está acima do peso. Primeiro gostaria de reforçar que a obesidade infantil é uma doença séria, com inúmeras consequências (psicológicas, cardíacas, ortopédicas, pulmonares, etc) e de difícil tratamento. E o melhor tratamento é a prevenção.
Agora, nada  justifica a maneira que algumas crianças estão "gentilmente" sendo encaminhadas para a perda de peso. Dieta restrita, na minha humilde opinião, já está fadada ao insucesso no adulto. Agora, com criança? Dar "shake" para criança me põe de cabelo em pé (não, não é mentira, já existem casos assim). Proibir a qualquer custo que a criança coma algo também. Colocar a culpa em um alimento (nunca mais você vai comer ' tal coisa", isso engorda!) e separar uma comida diferente da família só para aquela criança é triste demais. Ameaçar, relembrar a criança …

Dia das crianças com opções de presentes que ajudam a comer melhor!

Olá pessoal!!

Para manter a tradição do ano passado, em que dei sugestões de briquedos e livros(clique nos links para ver) que ajudam a criança a se familiarizar com o mundo da alimentação, vou apresentar a vocês alguns dos novos brinquedos que estão comigo agora aqui no consultório, e pode servir de idéia para dar ao nosso filho, para aquele sobrinho que não come bem, para aquela criança que você adora. Brinquedos bacanas que precisam de criança para funcionar!

Um dos brinquedos que eu adorava quando criança era o quebra-cabeça. O meu atual vem com imagem de frutas, para crianças acima de 4 anos!


Que criança não adora um fantoche? Dá pra se esbaldar, liberar a imaginação e fazer historinhas com os pequenos. Fantoche não tem idade, esses aqui são de frutinhas também!!!

Eu tinha carimbos quando era pequena. Dá pra fazer carimbos de batata. Esses aqui são de madeira, e adivinha o motivo? Acho que eu estava em uma fase e muitas frutas quando adiquiri estes brinquedos! E como não dá pra pensar…

Momentos especiais - e mais um festa saudável!

Existem momentos na nossa vida que não tem preço, parafraseando aquela propaganda de cartão. E quando estes momentos misturam vida profissional que você ama, mais a vida pessoal, a satisfação é 100% garantida! Vim dividir um momento com vocês. “Cuidei” de uma querida paciente por bastante tempo. Ela emagreceu e se nutriu muito bem para se preparar para uma nova fase. Aí ela engravidou, que delícia! Na gestação, continuamos nosso acompanhamento, pensando no seu bem estar e no bem estar da pequena princesa que estava crescendo em sua barriga.O pai da pequena princesa também era muito participativo, estava em praticamente todas as consultas! A princesinha nasceu. Todo o processo da amamentação foi acompanhado, e teve sucesso. O casal acompanhava com o pediatra, e não deixou a nutricionista de lado. O resultado: a princesinha comia muito bem, de figo à abiu. Adorava ouvir suas peripécias com a comida. Há, a mamãe recuperou rapidinho o peso pré gravidez. No momento da volta ao trabalho da mãe …

Alimentação para maiores de 1 ano!

Eba! Chegou o tão esperado aniversário de 1 ano do bebê. Depois da correria da festa, voltamos ao dia-a-dia do bebê. Com uma nova dúvida. E a alimentação? Aí, passamos no pediatra, e ele indica: agora mãe, ele deve comer a alimentação família. A mãe comemora (ou não). Não precisa mais fazer papinhas... Aí eu entro: alimentação da família? Tenho medo dessa frase... prefiro dizer que agora a família vai comer a alimentação do bebê com a textura adaptada! Sabe porquê? Como é a alimentação dos adultos em casa? Você, mãe zelosa, vinha fazendo a alimentação perfeitinha, com todos os grupos alimentares e tal...como passou do primeiro ano, só arroz, feijão e carne é suficiente? Calma! Nada contra o arroz e o feijão, pelo contrário. Dupla fantástica, garante um prato quase completo. Lembra desse post? Quase completo por que o legume e/ou a verdurinha precisa acompanhar o prato. Como faziam na época da papinha. Portanto, a alimentação continuará com todos os grupos alimentares... fonte de carboidra…

Mais uma do Dudu, nosso menino que não come!

Contar histórias mirabolantes pode dar certo para a criança comer... porém, apenas por um tempo! Logo ele vai desconfiar que não vai se transformar em um monstrão! Pelo menos experimentou, não é verdade?        Para uma criança comer bem e de tudo, precisamos investir em uma ótima educação alimentar! O exemplo é um bom começo... já comeu uma fruta deliciosa e fresquinha com seu filho hoje?
Beijos e uma ótima semana! 

Prato divertido!

Olá pessoal!
Percebo na internet um grande movimento em relação à montagem de pratos com carinhas ou desenhos divertidos.
Mas afinal, isso é bom ou ruim? Não coagimos a criança? E, se não é indicado esconder os alimentos (já que assim a criança é "enganada"), disfarçar em formatos divertidos é legal?
Montar pratos divertidos é um estímulo, um carinho que pode incentivar seu filho a entrar no mundo da alimentação saudável. E não é coação. Afinal, o brócolis que remete a árvore no prato tem cara e gosto de brócolis. A criança pode falar: arvorezinha! E a mãe pode repetir, brócolis arvorezinha.
Já não dizia Shakespeare,se a rosa tivesse outro nome, ainda assim teria o mesmo perfume! O lúdico, a brincadeira, entra no universo da criança, e pode acessá-la. Montar pratos, servir comida de uma forma diferenciada, como em copos, ou com o auxílio dos cortadores, é válido. Como gostamos de ver a comida bonita na mesa, a criança também gosta. Já serviu o mesmo jantar em uma tigela? E em um …

Que tal uma sobremesa?

Que consumir fruta é bom todos os dias, você já sabe. Quer conhecer um jeito novo de comer uma fruta super mega versátil?

Olha só minha mousse de chocolate!



Lindo não? A Karine endoidou? Não!!! Olha os ingredientes aqui embaixo:


Abacate, cacau em pó e mel. Apenas isso. Bati o abacate com o cacau no hand mixer. Depois adocei com o mel. Coloquei na geladeira por um tempo. Fez um sucesso danado. Meu marido amou. A Bia achou que estava muito "carregado" no chocolate, vou diminuir um pouco da próxima vez. As proporções, você manda.  Uma ótima opção para receita para crianças, uma sobremesa especial e diferente!
Pode dar para ciranças maiores de 1 ano, por conta do mel.

Beijos especiais!

Lanche da escola de hoje! Especial foto 1

Esse aqui faz um sucesso danado com os amigos da Bia! Por isso mando uma boa porção desses grissinis com gergelim, para que todos possam consumir. Esse não tem aditivos químicos, mas dá pra fazer grissinis em casa tambem! Para acompanhar, um potinho de creme de ricota no ex vidrinho de geléia, que quebra o galho nesses momentos. Com uma água de coco, lanche completinho.

Tá servido?

Um pouco de praticidade!

Olá pessoal!
A discussão de uma boa alimentação esbarra sempre no que as pessoas consideram prático. Afinal, abrir um pacote é mais fácil que descascar uma fruta, por exemplo.
O desafio é utilizar as praticidades e as facilidades a favor do nosso dia-a-dia, mas com senso crítico apurado, para avaliar se isso realmente vai facilitar a nossa vida, ou se vai dificultar - ficar doente por conta da sua alimentação é uma dificuldade muito grande!
E vamos ao causo da semana. Como sabem, minha filha virou vegetariana há cerca de 8 meses. E desde então, muitos hábitos alimentares da minha casa mudaram. Um exemplo: antes, fazer uma refeição de bate pronto era um pouco mais rápido, eu achava. Arroz integral, brócolis e filé de frango, 30 minutos. Lembram deste post, com foto e tudo?
Agora, a maior parte das refeições precisa necessariamente ter uma leguminosa (feijões, grão de bico, lentilha, etc) por conta do aporte de proteína e ferro que minha gatinha precisa. E cozinhar grãos como eu gosto de co…

Sem açúcar, com afeto ou porque não dar açúcar ao bebê!

Sempre me perguntam, por quê não dar açúcar ao bebê? Ou então: posso dar açúcar orgânico, mascavo, produto adoçante?


O seguinte: a resposta inicial, todo mundo já sabe. Açúcar branco é caloria vazia, logo, não faz bem pra ninguém, dieteticamente falando. Essa caloria vazia pode ser traduzida em excesso de peso lá na frente - uma das doenças de mais difícil tratamento: a obesidade.
Mas tem um motivo mais profundo aí. Que eu vou explicar agora.
A necessidade de comer açúcar (alimentos doces) é do adulto. O bebê está provando tudo. Ele não sabe, por exemplo, que o suco de maracujá tem que ser adoçado. Sério. Ele vai aprender o que você mostrar a ele. Ele não sabe que a banana pode ficar melhor com açúcar. Ou não. A necessidade é nossa, não do bebê.
Só que, por natureza, o bebê já vem gostando de doce de fábrica. Ofereça açúcar, iogurte adoçado, chocolate, pirulito e geralmente você verá um bebê que vai comer e se lambuzar. A lactose do leite materno é levemente adocicada.
Por isso, não é um dos…