segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Festa saudável colorida de um ano

Olá pessoal!

Tive o prazer de acompanhar um gatinho desde seus 4 meses de vida. A mãe dele, muito dedicada e amorosa, fez a introdução alimentar de uma forma adequada, tranquila, saudável. E ele cresceu assim, uma criança encantadora e sorridente!
Chegou portanto, o aniversário de um ano. Ela queria uma festa em que seu filho pudesse realmente comemorar. Que ele tivesse livre para provar a grande maioria dos alimentos de sua festinha. Conversamos sobre isso em consultas, e ela foi atrás.
E agora, me deu de presente a possibilidade de divulgar essas fotos, para inspirar outros pais por aí. Sim, é possível, sim, fica lindo, sim, todos adoram festas saudáveis!

Palitinhos de cenoura e pepino com mol. iogurte

Salada caprese, milho e foccacia 100% integral com alecrim

Wrap integral de frango, pasta de ricota, alface e cenoura

Hamburguinhos de cenoura e aveia (receita hamburguer saudável aqui)

Deliciosos palitinhos de fruta! Com eles, não tem erro!

Biscoitos de aveia e mel caseiros

A mesa do bolo! Bolo sem açúcar, recheio de abacaxi e cobertura de mousse de cacau com abacate. A receita está no link, mas sugiro trocar o mel por uva passa!

Pink Lemonade adoçada com beterraba! Delícia e linda de viver!

Pastel integral de massa com ervas frescas recheado de pastinhas de cenoura e de frango


Esse é o Guilherme, amando o milho na espiga!!!! 

Parabéns, pequeno príncipe! Uma vida de saúde, alegrias e muito amor o espera! Um beijo muito especial da sua nutri.


Beijos à todos

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Analisando o peso da criança - quando a criança pesa menos do que deveria!

Diariamente recebo questões dos pais com o peso de seus filhotes. Parece estar no topo das nossas preocupações. E não estou falando de quem pesa mais- estou falando de quem, eventualmente, pesa menos.

Minha questão principal é: por que existe uma corrida ao percentil 50 ou score 0, aquela linha verde das nossas curvas de crescimento?

Curva de crescimento? É isso mesmo, é aquele gráfico que as nutricionistas e os pediatras colocam os dados do seu filho, em toda consulta, logo após medir e pesar.

A curva utilizada atualmente é a da Organização Mundial da Saúde, veio de um estudo de 2006, que incluiu crianças brasileiras que mamavam no seio, não conviviam com pessoas fumantes,etc. Pensem em crianças saudáveis mesmo! Crianças do Brasil, especificamente de Pelotas, foram incluídas no estudo. Isso é muito importante, já que precisamos ter referências do nosso país para avaliar crianças brasileiras, certo?

É muito importante saber disso, qual curva estamos usando. Quando me formei, há 10 anos, a curva ensinada e utilizada era a curva NCHS, que veio de um estudo lá dos anos 70. Crianças americanas, não amamentadas. Não a utilizamos mais como referência, por questões óbvias. Bom, não deveríamos.

Podemos utilizar a curva peso para idade, altura para idade, peso para altura, IMC (uma conta de peso para a altura)... dependendo do que queremos avaliar. Bom mesmo é utilizar quase todas!

Olha o visual da curva!

Olha essa avaliação: nasceu com baixo peso, baixo IMC. E hoje,entre o percentil -2 e -1 está bem! Olha como a linha verde ainda está em cima.. e tudo bem!


A linha do meio da curva significa que 50% das crianças pesam ou medem aquele tamanho. Atenção: não é uma "meta". Tem as crianças menores, e tem as crianças maiores. E tudo bem. Afinal, nós, adultos, não somos diferentes também? Entre o percentil -2 e + 2 (nesse gráfico, ente as linhas vermelhas de baixo e de cima) podem ter variações completamente aceitáveis! Crianças mais pesadas e mais levinhas. 

Como a gente vai saber se está tudo bem? Conte a história do seu filho para a nutri ou para o pediatra. Qual o peso que nasceu? Isso influencia bastante em como esperamos que a curva vai se manter. Alguma coisa aconteceu no caminho? Ele cresce? Criança bem nutrida cresce!

Também peça para avaliar outros fatores. Padrão de sono, de imunidade, de desenvolvimento, de alimentação. A curva é mais uma ferramenta que a utilizamos, mas ela é para avaliar populações. Quando avaliamos uma criança, um ser individual, é assim que o devemos tratar. Avaliar tudo o entorno que nos cabe- as nutricionistas, principalmente a alimentação atual e pregressa.

Converse sempre com o profissional que acompanha seu filho, peça para ver a curva. Tire suas dúvidas. Será que correr atrás da "linha verde" é o ideal para todas as crianças?

Eu acho que não!

P.S. Essa avaliação, de adequação de peso e altura, deve ser feita em consultório, em consulta presencial. A avaliação é holística, logo, não poderia - nem nenhum outro profissional poderia - fazê-la pela internet. A ideia do post é informar, não diagnosticar ;)