Pular para o conteúdo principal

Um pouco de praticidade!

Olá pessoal!

A discussão de uma boa alimentação esbarra sempre no que as pessoas consideram prático. Afinal, abrir um pacote é mais fácil que descascar uma fruta, por exemplo.

O desafio é utilizar as praticidades e as facilidades a favor do nosso dia-a-dia, mas com senso crítico apurado, para avaliar se isso realmente vai facilitar a nossa vida, ou se vai dificultar - ficar doente por conta da sua alimentação é uma dificuldade muito grande!

E vamos ao causo da semana. Como sabem, minha filha virou vegetariana há cerca de 8 meses. E desde então, muitos hábitos alimentares da minha casa mudaram. Um exemplo: antes, fazer uma refeição de bate pronto era um pouco mais rápido, eu achava. Arroz integral, brócolis e filé de frango, 30 minutos. Lembram deste post, com foto e tudo?

Agora, a maior parte das refeições precisa necessariamente ter uma leguminosa (feijões, grão de bico, lentilha, etc) por conta do aporte de proteína e ferro que minha gatinha precisa. E cozinhar grãos como eu gosto de cozinhar, precisa de planejamento (a maioria precisa ficar de molho por bastante tempo, para a diluição dos fitatos, fatores antinutricionais que estão naturalmente nos feijões).
E aí, achei uma ótima praticidade para me auxiliar nessa empreitada! Ervilhas. Nada de enlatados. Ervilhas congeladas. Quando se lê o rótulo, lá está escrito em ingreientes: ervilhas. Simples assim, como eu gosto.

E "inventei" um prato rápido que minha filha está amando! Ervilha acebolada. Idéia original tirada daqui, do meu livro de receitas favorito. Cebola bem douradinha refogada no azeite e ervilhas frescas. Só isso.


Outra praticidade bacana: um dia, resolvemos, eu e a Bia, ter aquele dia de indulgência. Fizemos bolo de cenoura (com muita cenoura), suco de maracujá e servimos com creme com frutas. As frutas iriam ser morangos, já os tinha em casa (agora é época!). Aí achamos outra fruta gostosa, difícil de comprar em feiras, que fez parte da minha infância, lá na parte de congelados. Amoras! Ficou um lanche delicioso!


Lá também encontrei salada de frutas congeladas. Mas não combina com a minha realidade, prefiro fazer a salada de frutas em casa mesmo.  Mas é bom saber que existe.
Vamos utilizar a praticidade em nosso favor, mas de verdade! Alguém por aí tem mais alguma dica?

Comentários

  1. As ervilhas uso sempre, meu filho adora e chama de bolinha,rs. As amoras não conheço, mas adorei e vou procurar. Aliás, bolo de cenoura aqui em casa é um dos mais usados,rs. Agora, conta mais desse creme de frutas...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Let, foi só creme de leite fresco batido para servir com as frutinhas... uma sobremesa para de vez em quando!
      Beijos!

      Excluir
  2. Como é essa história de diluir fitatos? O que significa isso? Eu ponho os grãos de molho na água antes de por na papinha do bebê porque assim cozinha mais fácil, só por isso...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os fitatos são substâncias estão presentes em diversos alimentos, como os grãos, e podem dificultar a absorção de alguns minerais (principalmente ferro e zinco).O fitato se dilúi na água, e pode ser parcialmente removido se o grão fica de molho. Além disso, o feijão deixado de molho por cerca de 12 horas ou um pouco mas é de mais fácil digestão, diminui consideravelmente os gases, sendo indicado para cranças, gestantes, nutrizes (assim não dá cólica no bebê) e adultos sensíveis e propensos!!!!

      Excluir
    2. Obrigada, Karine, é bom saber!

      Excluir
  3. Eu gosto de congelar algumas frutas inteirinhas e vou fazendo sucos de acordo com a vontade. Aqui em Maceió encontramos acerola com relativa facilidade, mas ela é muito perecível. Então compro, guardo no congelador. Quando quero o suco, é só bater e coar. Dá pra fazer o mesmo com pitanga (hj em dia é bem difícil de achar, a gente encontrava bastante quando eu era criança), cajá... será que dá certo com morango?

    Bjão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Anne!
      Já tentei fazer com morango, nã tive sucesso... mas curiosamente tinha morango na salada de frutas congelada que vi no mercado!

      Excluir
    2. Eu congelo morango frequentemente e dá super certo! Também a "polpa" do maracujá e da manga, abacaxi (polpa e casca). Até banana eu já congelei! rsrs

      Excluir
  4. Nossa, eu com a correria do dia a dia, trabalho fora, vida de mãe PRECISO ser prática, por mais que nem sempre saiba que é a melhor coisa.
    1 vez por semana eu faço as papinhas da Clara e as congelo em porções que ela vai comer.
    Se não for assim, estou perdida, pois quando chegamos em casa ela gruda em mim, no peito e não me larga, vou conseguir fazer meu jantar e do Marido lá pelas 21hs!
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. A comida congelada ou consumida no dia seguinte perde nutrientes? qual o prazo recomendado para consumir comida congelada (papinha)? posso dar papinha feita no jantar do dia anterior para meu filho de 1 ano e 2 meses no jantar de hoje?

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comente! A nutri adora conversar!

Pots mais lidos

Intolerância a lactose em bebês? Provavelmente não!

Com certeza você já leu na web a palavra lactose. Dieta sem lactose. Iogurte sem lactose. Mas o que é lactose? Seria bom tirar das crianças também?
Lactose é um dos carboidratos do leite. A grosso modo, um açúcar presente em leites. 
Leite materno, por exemplo, tem muita, muita lactose.
Nosso corpo, para digerir esse açúcar, usa enzimas que estão presentes no nosso organismo. Essas enzimas moram nas vilosidades intestinais. Vou mostrar:



Quando um bebê está tranquilo, vivendo a vida bebelística, a lactose é uma benção pra ele. É sim. Lactose, quando é “quebrada” pela enzima, vira galactose e ajuda constituição de galactopeptídeos integrantes do sistema nervoso central. Ela também ajuda a acumular água livre para reserva de termo-regulação, através da sudorese. Já viu como bebês suam?
A lactose também está associada à acidez das fezes e à formação da microbiota intestinal específica (predominância de lactobacillo e bifidobacteria, probióticos, o must da saúde atualmente), o que pode ser imp…

Iogurte na alimentação das crianças

Bom dia pessoal!
Vou seguir uma indicação de uma leitora querida, Alethéia, e escrever sobre iogurte na alimentação das nossas crianças.
Eu sou superfã deste alimento! Rico em Cálcio (sempre estimulo consumo de alimentos ricos  neste micronutriente pois nossa população está bem carente....), tem a lactose (açúcar do leite) fermentada e por isso é de fácil digestão, rico em probióticos, as tais bactérias benéficas que equilibram nossa flora intestinal, fortalece o sistema imunológico e facilita o trânsito intestinal, entre outros benefícios.  O iogurte pode ser incluido na alimentação do bebê após o início da alimentação complementar, isso é, com 6 a 7 meses aproximadamente. Com algumas ressalvas e detalhes.
Detalhe número 1: O iogurte para dar para o bebê, necessariamente tem que ser natural e sem açúcar. Os petit suisses vendidos no mercados contém corantes, aromatizantes e conservantes, substâncias estranhas ao nosso organismo (nós nutricionistas chamamos estas substâncias de xenobiótic…

Alimentação para maiores de 1 ano!

Eba! Chegou o tão esperado aniversário de 1 ano do bebê. Depois da correria da festa, voltamos ao dia-a-dia do bebê. Com uma nova dúvida. E a alimentação? Aí, passamos no pediatra, e ele indica: agora mãe, ele deve comer a alimentação família. A mãe comemora (ou não). Não precisa mais fazer papinhas... Aí eu entro: alimentação da família? Tenho medo dessa frase... prefiro dizer que agora a família vai comer a alimentação do bebê com a textura adaptada! Sabe porquê? Como é a alimentação dos adultos em casa? Você, mãe zelosa, vinha fazendo a alimentação perfeitinha, com todos os grupos alimentares e tal...como passou do primeiro ano, só arroz, feijão e carne é suficiente? Calma! Nada contra o arroz e o feijão, pelo contrário. Dupla fantástica, garante um prato quase completo. Lembra desse post? Quase completo por que o legume e/ou a verdurinha precisa acompanhar o prato. Como faziam na época da papinha. Portanto, a alimentação continuará com todos os grupos alimentares... fonte de carboidra…