Pular para o conteúdo principal

Momentos especiais - e mais um festa saudável!


Existem momentos na nossa vida que não tem preço, parafraseando aquela propaganda de cartão. E quando estes momentos misturam vida profissional que você ama, mais a vida pessoal, a satisfação é 100% garantida!
Vim dividir um momento com vocês. “Cuidei” de uma querida paciente por bastante tempo. Ela emagreceu e se nutriu muito bem para se preparar para uma nova fase. Aí ela engravidou, que delícia!
Na gestação, continuamos nosso acompanhamento, pensando no seu bem estar e no bem estar da pequena princesa que estava crescendo em sua barriga.O pai da pequena princesa também era muito participativo, estava em praticamente todas as consultas!
A princesinha nasceu. Todo o processo da amamentação foi acompanhado, e teve sucesso. O casal acompanhava com o  pediatra, e não deixou a nutricionista de lado. O resultado: a princesinha comia muito bem, de figo à abiu. Adorava ouvir suas peripécias com a comida. Há, a mamãe recuperou rapidinho o peso pré gravidez.
No momento da volta ao trabalho da mãe (ai que momento difícil!) as orientações eram ligadas a como ordenhar, aonde deixar, como servir? E eu, ensinando e aprendendo ao mesmo tempo. O pai da pequena, vegetariano, me dando uns toques sobre o recém vegetarianismo da minha pequena.
E agora, faz cerca de um ano que vi a princesinha no Hospital Santa Catarina. Recebi um convite da sua mãe pra comemorar junto esse aniversário.
Mudança de hábito não é fácil, mas quando é pro nosso bem-estar, é satisfatório e muito vantajoso. Acompanhei um aniversário lindo, cheio das coisas que conversamos durante nossos momentos!
A festa foi um lindo piquenique, no parque em que hoje, o pai e a mãe da princesinha fazem as compras de verduras, frutas e legumes. Foi uma manhã maravilhosa. Com direito a contadora de histórias (amei!). E muita comida saudável.
Parabéns lindinha!

Muita música para as crianças! Elas se esbaldaram!


Frutas fresquinhas

Esse bolo de maçã estava uma delícia!

Sanduichinhos embalados - aqui não tinha fritura!

Olha a pequena Clara Yoko, que linda!

Quantos amiguinhos!

Cores - as crianças adoram!

Esse bolo foi uma boa surpresa! Sabor chá verde! O sabor era muito delicado, nada açucarado. E olha a cor: verde! Minha filha gostou tanto que quer esse bolo no aniversário dela!
 
Lá pelo meio da festa, a mãe da princesinha veio trocar um dedo de prosa comigo. Ela disse: Karine, tem um monte de gente que pergunta se a princesa ainda mama no peito. E eu respondo: graças a Karine!
 
Não, Regiane. Foi você. Foi sua família. A alimentação, o cuidado o carinho que tratam a pequena Yoko. Parabéns lindinha! Continue crescendo linda, saudável, sorridente. Estamos aqui pra te amparar –eu, fazendo a pequena parte do auxílio na orientação da alimentação saudável com prazer e consciência. Apesar de que sua mamãe e o seu papai já sabem de tudo e um pouco mais! Obrigada Rafael e Regiane, por me permitir dividir tão belo momento!

Comentários

  1. Olá gostaria de mais idéias para festa de criança de 2 anos. Obrigada Patricia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Patrícia.
      Nesse post (http://nutricionistainfantil.blogspot.com.br/2012/06/aqui-tem-post-de-festa-tambem.html?showComment=1363977592029) tem indicações. Não deixe de ler os comentários, lá tem boas ideias!
      Boa sorte!

      Excluir

Postar um comentário

Comente! A nutri adora conversar!

Pots mais lidos

Iogurte na alimentação das crianças

Bom dia pessoal!
Vou seguir uma indicação de uma leitora querida, Alethéia, e escrever sobre iogurte na alimentação das nossas crianças.
Eu sou superfã deste alimento! Rico em Cálcio (sempre estimulo consumo de alimentos ricos  neste micronutriente pois nossa população está bem carente....), tem a lactose (açúcar do leite) fermentada e por isso é de fácil digestão, rico em probióticos, as tais bactérias benéficas que equilibram nossa flora intestinal, fortalece o sistema imunológico e facilita o trânsito intestinal, entre outros benefícios.  O iogurte pode ser incluido na alimentação do bebê após o início da alimentação complementar, isso é, com 6 a 7 meses aproximadamente. Com algumas ressalvas e detalhes.
Detalhe número 1: O iogurte para dar para o bebê, necessariamente tem que ser natural e sem açúcar. Os petit suisses vendidos no mercados contém corantes, aromatizantes e conservantes, substâncias estranhas ao nosso organismo (nós nutricionistas chamamos estas substâncias de xenobiótic…

Sem açúcar, com afeto ou porque não dar açúcar ao bebê!

Sempre me perguntam, por quê não dar açúcar ao bebê? Ou então: posso dar açúcar orgânico, mascavo, produto adoçante?


O seguinte: a resposta inicial, todo mundo já sabe. Açúcar branco é caloria vazia, logo, não faz bem pra ninguém, dieteticamente falando. Essa caloria vazia pode ser traduzida em excesso de peso lá na frente - uma das doenças de mais difícil tratamento: a obesidade.
Mas tem um motivo mais profundo aí. Que eu vou explicar agora.
A necessidade de comer açúcar (alimentos doces) é do adulto. O bebê está provando tudo. Ele não sabe, por exemplo, que o suco de maracujá tem que ser adoçado. Sério. Ele vai aprender o que você mostrar a ele. Ele não sabe que a banana pode ficar melhor com açúcar. Ou não. A necessidade é nossa, não do bebê.
Só que, por natureza, o bebê já vem gostando de doce de fábrica. Ofereça açúcar, iogurte adoçado, chocolate, pirulito e geralmente você verá um bebê que vai comer e se lambuzar. A lactose do leite materno é levemente adocicada.
Por isso, não é um dos…

Alimentação para maiores de 1 ano!

Eba! Chegou o tão esperado aniversário de 1 ano do bebê. Depois da correria da festa, voltamos ao dia-a-dia do bebê. Com uma nova dúvida. E a alimentação? Aí, passamos no pediatra, e ele indica: agora mãe, ele deve comer a alimentação família. A mãe comemora (ou não). Não precisa mais fazer papinhas... Aí eu entro: alimentação da família? Tenho medo dessa frase... prefiro dizer que agora a família vai comer a alimentação do bebê com a textura adaptada! Sabe porquê? Como é a alimentação dos adultos em casa? Você, mãe zelosa, vinha fazendo a alimentação perfeitinha, com todos os grupos alimentares e tal...como passou do primeiro ano, só arroz, feijão e carne é suficiente? Calma! Nada contra o arroz e o feijão, pelo contrário. Dupla fantástica, garante um prato quase completo. Lembra desse post? Quase completo por que o legume e/ou a verdurinha precisa acompanhar o prato. Como faziam na época da papinha. Portanto, a alimentação continuará com todos os grupos alimentares... fonte de carboidra…