Pular para o conteúdo principal

Food Revolution Day – Dicas para a prática

O Food Revolution Day (hoje, 17/05) é um dia de ação global para que as pessoas se posicionem em relação a uma alimentação saudável e suas habilidades essenciais de cozinha. O Food Revolution Day tem como objetivo aumentar a conscientização sobre a importância de uma boa alimentação e uma melhor educação alimentar para todos, concentrando-se em três ações simples: cozinhar, compartilhar, vivenciar.
 
Participarei hoje, mais tarde de um evento. Temos eventos por todos os continentes!E o blog aqui também participa!
Está tentado a experimentar uma vida mais saudável? Gostaria de compartilhar um momento especial em família, todos os dias? Quer manter uma cultura familiar viva, passando para os seus filhos?
Vamos para a cozinha! Aqui umas dicas práticas de como iniciar essa proposta!
 
- Planejamento é essencial. Escolha uns minutos do seu dia, e junto com a família, tentem instituir um cardápio semanal ou quinzenal. Facilita muita coisa, não é necessário “pensar” no dia, é um norte para as compras;
 
- Invista em receitas “prato quase completos” quando estiver sem tempo. Um frango assado com batata e brócolis, por exemplo. Um escondidinho de peixe com inhame. E aquela saladinha para acompanhar;

 
- Peça ajuda! Um cozinha, outro lava a louça. A criançada coloca e tira a mesa. Troquem os papéis;
 
- Utilize a tecnologia ao seu favor. Como? Fazendo compras de alimentos pela internet. Existem muitas instituições que entregam orgânicos em casa, conforme pedido em uma lista.  Ultimamente, peço a lista do Apanã, preço mais favorável, mas existem vários serviços que o façam;

 
- Mais uma vez, utilize a tecnologia. Congele alimentos, utilize bons produtos congelados. Você tem algumas opções aqui;

 
- E ainda mais uma vez, tecnologia! Se fizer sentido para você, utilize algum eletrodoméstico. Quem sabe um processador, um liquidificador, um freezer maior. Aqui em casa, a lava-louças faz SUPER sentido. Economiza tempo, unhas e água inclusive;
 
- Aproveite o final de semana, e se divirta com as crianças na cozinha. Quem sabe começar por esta receita? Faça boas porções e congele o restante. Faça caldos caseiros no final de semana, são fáceis e agregam sabor e saudabilidade à comida (basta colocar água e os ingredientes na panela e esperar..);
 
- Lembre-se, não demora tanto assim, não dá tanto trabalho assim! Escutamos isso várias vezes ao dia (você não?), na mídia, em artigos na internet. Não se deixe convencer. Como vimos, a tecnologia também está a favor dos cozinheiros, diminuindo o nosso tempo na cozinha. Questione essas verdades que tentar colocar na nossa cabeça. Por exemplo, de dia das mães, ganhei o livro de receita “Jamie Oliver 15 minutos e pronto” . 15 minutos para fazer uma refeição completa e saudável. Leia mais aqui.;
 
 
- Comam todos juntos o que prepararem. Fazer uma refeição em família tem inúmeros benefícios, além de aquecer o coração, propriciar proximidade!

 
Está comigo?
Pessoal, quem tiver dicas, receitas, ideias, vamos junto! Coloquem aqui, vamos espalhar que sim, é possível!
 
Beijos e ótima sexta-feira!

Comentários

  1. Oi Karine, o Food Revolution Day se espalhou pelo final de semana inteiro, temos algumas fotos e semana que vem teremos os vídeos das atividades e com informações importantíssimas de pessoas ligadas à área da alimentação saudável e orgânica. http://alimentopuro.synthasite.com/food-revolution-day.php

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comente! A nutri adora conversar!

Pots mais lidos

Iogurte na alimentação das crianças

Bom dia pessoal!
Vou seguir uma indicação de uma leitora querida, Alethéia, e escrever sobre iogurte na alimentação das nossas crianças.
Eu sou superfã deste alimento! Rico em Cálcio (sempre estimulo consumo de alimentos ricos  neste micronutriente pois nossa população está bem carente....), tem a lactose (açúcar do leite) fermentada e por isso é de fácil digestão, rico em probióticos, as tais bactérias benéficas que equilibram nossa flora intestinal, fortalece o sistema imunológico e facilita o trânsito intestinal, entre outros benefícios.  O iogurte pode ser incluido na alimentação do bebê após o início da alimentação complementar, isso é, com 6 a 7 meses aproximadamente. Com algumas ressalvas e detalhes.
Detalhe número 1: O iogurte para dar para o bebê, necessariamente tem que ser natural e sem açúcar. Os petit suisses vendidos no mercados contém corantes, aromatizantes e conservantes, substâncias estranhas ao nosso organismo (nós nutricionistas chamamos estas substâncias de xenobiótic…

Sem açúcar, com afeto ou porque não dar açúcar ao bebê!

Sempre me perguntam, por quê não dar açúcar ao bebê? Ou então: posso dar açúcar orgânico, mascavo, produto adoçante?


O seguinte: a resposta inicial, todo mundo já sabe. Açúcar branco é caloria vazia, logo, não faz bem pra ninguém, dieteticamente falando. Essa caloria vazia pode ser traduzida em excesso de peso lá na frente - uma das doenças de mais difícil tratamento: a obesidade.
Mas tem um motivo mais profundo aí. Que eu vou explicar agora.
A necessidade de comer açúcar (alimentos doces) é do adulto. O bebê está provando tudo. Ele não sabe, por exemplo, que o suco de maracujá tem que ser adoçado. Sério. Ele vai aprender o que você mostrar a ele. Ele não sabe que a banana pode ficar melhor com açúcar. Ou não. A necessidade é nossa, não do bebê.
Só que, por natureza, o bebê já vem gostando de doce de fábrica. Ofereça açúcar, iogurte adoçado, chocolate, pirulito e geralmente você verá um bebê que vai comer e se lambuzar. A lactose do leite materno é levemente adocicada.
Por isso, não é um dos…

Alimentação para maiores de 1 ano!

Eba! Chegou o tão esperado aniversário de 1 ano do bebê. Depois da correria da festa, voltamos ao dia-a-dia do bebê. Com uma nova dúvida. E a alimentação? Aí, passamos no pediatra, e ele indica: agora mãe, ele deve comer a alimentação família. A mãe comemora (ou não). Não precisa mais fazer papinhas... Aí eu entro: alimentação da família? Tenho medo dessa frase... prefiro dizer que agora a família vai comer a alimentação do bebê com a textura adaptada! Sabe porquê? Como é a alimentação dos adultos em casa? Você, mãe zelosa, vinha fazendo a alimentação perfeitinha, com todos os grupos alimentares e tal...como passou do primeiro ano, só arroz, feijão e carne é suficiente? Calma! Nada contra o arroz e o feijão, pelo contrário. Dupla fantástica, garante um prato quase completo. Lembra desse post? Quase completo por que o legume e/ou a verdurinha precisa acompanhar o prato. Como faziam na época da papinha. Portanto, a alimentação continuará com todos os grupos alimentares... fonte de carboidra…