Pular para o conteúdo principal

Playlist Músicas 'De pais para filho'

Eu amo música!


Ela me acompanha em da maior parte das minhas atividades...(alguns clientes sabem, até dou indicações... rsrs)

Ano passado criei uma playlist no Spotify especial dedicada aos nossos filhos e, se você também gosta de música, queria compartilhar aqui com você.

Uma seleção de músicas para ouvir com seus pequenos, em uma comemoração ou quando está distante e bate aquela saudade dos muitos momentos deliciosos que nos proporcionam.

Para ouvir, clique aqui ou acesse sua conta no Spotify e busque por "De pais para filho"


Quem está nela:

  • Promete - Ana Vilela
  • Cria - Maria Rita
  • Pra Você Guardei o Amor - Nando Reis
  • O Leãozinho - Caetano Veloso
  • Oração - A Banda Mais Bonita da Cidade
  • Coisa Linda - Tiago Iorc
  • Espatódea - Nando Reis
  • You Are My Sunshine - Johnny Cash
  • Ana e o Mar - Teatro Mágico
  • Minha Herança: Uma Flor - Vanessa da Mata
  • Um Anjo do Céu / Não Chore Mais - Marcelo Rezende
  • É Você - Tribalistas
  • Menina da Lua - Maria Rita
  • Trevo (Tu) - Anavitória e Tiago Iorc
  • As Coisas Tão Mais Lindas - Nando Reis
  • My Girl - Pato Fu
  • Brown Eyed Girl - Van Morrison
  • Também Vocês - Adriana Partimpim
  • Filho Bonito - Mãeana
  • Beautiful Boy - John Lennon
  • Blue - Beyoncé

Depois comenta aqui o que achou! 😉💚



Mú❤

Comentários

Pots mais lidos

Intolerância a lactose em bebês? Provavelmente não!

Com certeza você já leu na web a palavra lactose. Dieta sem lactose. Iogurte sem lactose. Mas o que é lactose? Seria bom tirar das crianças também?
Lactose é um dos carboidratos do leite. A grosso modo, um açúcar presente em leites. 
Leite materno, por exemplo, tem muita, muita lactose.
Nosso corpo, para digerir esse açúcar, usa enzimas que estão presentes no nosso organismo. Essas enzimas moram nas vilosidades intestinais. Vou mostrar:



Quando um bebê está tranquilo, vivendo a vida bebelística, a lactose é uma benção pra ele. É sim. Lactose, quando é “quebrada” pela enzima, vira galactose e ajuda constituição de galactopeptídeos integrantes do sistema nervoso central. Ela também ajuda a acumular água livre para reserva de termo-regulação, através da sudorese. Já viu como bebês suam?
A lactose também está associada à acidez das fezes e à formação da microbiota intestinal específica (predominância de lactobacillo e bifidobacteria, probióticos, o must da saúde atualmente), o que pode ser imp…

Iogurte na alimentação das crianças

Bom dia pessoal!
Vou seguir uma indicação de uma leitora querida, Alethéia, e escrever sobre iogurte na alimentação das nossas crianças.
Eu sou superfã deste alimento! Rico em Cálcio (sempre estimulo consumo de alimentos ricos  neste micronutriente pois nossa população está bem carente....), tem a lactose (açúcar do leite) fermentada e por isso é de fácil digestão, rico em probióticos, as tais bactérias benéficas que equilibram nossa flora intestinal, fortalece o sistema imunológico e facilita o trânsito intestinal, entre outros benefícios.  O iogurte pode ser incluido na alimentação do bebê após o início da alimentação complementar, isso é, com 6 a 7 meses aproximadamente. Com algumas ressalvas e detalhes.
Detalhe número 1: O iogurte para dar para o bebê, necessariamente tem que ser natural e sem açúcar. Os petit suisses vendidos no mercados contém corantes, aromatizantes e conservantes, substâncias estranhas ao nosso organismo (nós nutricionistas chamamos estas substâncias de xenobiótic…

Alimentação para maiores de 1 ano!

Eba! Chegou o tão esperado aniversário de 1 ano do bebê. Depois da correria da festa, voltamos ao dia-a-dia do bebê. Com uma nova dúvida. E a alimentação? Aí, passamos no pediatra, e ele indica: agora mãe, ele deve comer a alimentação família. A mãe comemora (ou não). Não precisa mais fazer papinhas... Aí eu entro: alimentação da família? Tenho medo dessa frase... prefiro dizer que agora a família vai comer a alimentação do bebê com a textura adaptada! Sabe porquê? Como é a alimentação dos adultos em casa? Você, mãe zelosa, vinha fazendo a alimentação perfeitinha, com todos os grupos alimentares e tal...como passou do primeiro ano, só arroz, feijão e carne é suficiente? Calma! Nada contra o arroz e o feijão, pelo contrário. Dupla fantástica, garante um prato quase completo. Lembra desse post? Quase completo por que o legume e/ou a verdurinha precisa acompanhar o prato. Como faziam na época da papinha. Portanto, a alimentação continuará com todos os grupos alimentares... fonte de carboidra…