Pular para o conteúdo principal

Alimentação da gestante e a preferência alimentar de seu bebê

Olá pessoal!

Faz tempo que não escrevo especialmente para as gestantes, um público que eu simplesmente adoro atender.

Vim aqui contar pra vocês uma coisa especial. Toda mãe sonha com a criança perfeita, fala a verdade. Que, entre outras coisas, coma bem. Que goste do verdinho, do amarelinho, do vermelhinho no prato.

Sabia que vocês, gestantes, tem o poder de influenciar isso?

Pois é! Sua alimentação na gestação tem mais influência nas preferências alimentares do seu bebê do que até a forma como é feita a alimentação complementar!



Isso mesmo. Inúmeros estudos demonstram isso. Por exemplo, um estudo específico comparou dois grupos de gestantes, uma que consumiu suco de cenoura durante a gestação, e outro que não consumiu, só bebeu água. Os bebês nasceram, e seis meses depois, ofertaram a eles um cereal com cenoura. Os filhos das mães que consumiram o suco aceitaram muito melhor o cereal!
Pelo líquido amniótico, o bebê sente sabores. Os cheiros/aromas também são muito importantes para os bebês, e eles sente lá na vida intra-uterina.
Portanto, a mãe que tiver uma alimentação saudável durante a gestação, influenciará positivamente os hábitos de seu filhinho.

Que poder não?

Grande beijo!

Comentários

  1. Será que é por isso que Dudu aceita tudo? eu comia muitaaa salada e muitos legumes... que bom saber... =) beijos

    ResponderExcluir
  2. A minha grande preocupação durante a gravidez foi com a minha alimentação, sempre comi de tudo que era saudável, fico feliz por saber que posso ter contribuído para o paladar da minha filhotinha que hoje em dia com 21 meses come muito bem,
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Eu tomava suco de laranja todo dia antes de engravidar e continuei a tomar depois de grávida mas minha bb não suporta suco de laranja já tentei mais de 20 vezes e já desisti,não entendo.

    ResponderExcluir
  4. Durante a minha gestação comi mto bem e mto saudável... Mtas frutas, verduras, legumes, uma dieta balanciada rica em grãos, mto suco natural. Nada de refigerantes, doces, açucar. e de nada adiantou... tive gêmeos e desde que nasceram, sofro com a alimentação deles... Literalmente eles não comem NADA. Não sei mais o que fazer... Adoro banana, mamão e se chego perto deles com essas frutas dá até ansia nos meninos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Aninha!
      Os estudo são baseados em estatísticas, e, como tudo na vida, tem sua excessão. Muitos elementos definem o apetite ou a seletividade de uma criança. Quando foi introduzida a alimentação complementar,como foi introduzida, horários, personalidade, cuidados... enfim.
      Procure para uma consulta uma nutricionista que trabalha com dificuldades alimentares, com certeza ela poderá te ajudar.
      Um grande abraço e boa sorte!

      Excluir
  5. Olá Dra. Karine, estou fazendo acompanhamento com pediatra e nutólogo. Mesmo assim está difícil, eles não estão ganhando peso e nos últimos exames já deu def. de ferro e outros nutrientes. Já faz alguns meses que estão tomando PROFOL e até agora nada. Eles nasceram de 37 semanas e por conta disso tiveram refluxo, chegaram tomar medicação para controlar o refluxo. Comecei a introduzir alimentos as 5 meses... começando com suquinhos, frutinhas até chegar na papa. Hj eles estão com 1 ano e 4 meses deveriam comer de tudo e existem alimentos que só servem de "brinquedos". Não sei o que fazer...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Aninha!
      Procure uma nutricionista. Ela poderá te auxiliar fazendo um plano de educação alimentar para aproximar seus pequenos dos alimentos, facilitando o momento da refeição. Solicite pesquisas mais aprofundadas em relação a essa deficiência de ferro, mesmo com a suplementação. A deficiência de outros nutrientes também podem contribuir com a anemia.
      Um abraço e boa sorte!

      Excluir
  6. Karine eu posso comprovar isso. Sempre me preocupei com minha alimentação quando grávida e hoje meu filho está com 11 meses e come de tudo, fiz essa experiência com o suco de cenoura e ele adora cenoura hoje! Pode ser coincidência? Talvez, mas algo me diz que não.

    ResponderExcluir
  7. O meu bebê fazia vômito com frutas amassadas então tentei dar a ele a fruta inteira e descobri q ele gostava de comer assim sem amassar e comia muito bem e come até hoje,até a laranja eu dava a fruta mesmo para ele .

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comente! A nutri adora conversar!

Pots mais lidos

Iogurte na alimentação das crianças

Bom dia pessoal!
Vou seguir uma indicação de uma leitora querida, Alethéia, e escrever sobre iogurte na alimentação das nossas crianças.
Eu sou superfã deste alimento! Rico em Cálcio (sempre estimulo consumo de alimentos ricos  neste micronutriente pois nossa população está bem carente....), tem a lactose (açúcar do leite) fermentada e por isso é de fácil digestão, rico em probióticos, as tais bactérias benéficas que equilibram nossa flora intestinal, fortalece o sistema imunológico e facilita o trânsito intestinal, entre outros benefícios.  O iogurte pode ser incluido na alimentação do bebê após o início da alimentação complementar, isso é, com 6 a 7 meses aproximadamente. Com algumas ressalvas e detalhes.
Detalhe número 1: O iogurte para dar para o bebê, necessariamente tem que ser natural e sem açúcar. Os petit suisses vendidos no mercados contém corantes, aromatizantes e conservantes, substâncias estranhas ao nosso organismo (nós nutricionistas chamamos estas substâncias de xenobiótic…

Sem açúcar, com afeto ou porque não dar açúcar ao bebê!

Sempre me perguntam, por quê não dar açúcar ao bebê? Ou então: posso dar açúcar orgânico, mascavo, produto adoçante?


O seguinte: a resposta inicial, todo mundo já sabe. Açúcar branco é caloria vazia, logo, não faz bem pra ninguém, dieteticamente falando. Essa caloria vazia pode ser traduzida em excesso de peso lá na frente - uma das doenças de mais difícil tratamento: a obesidade.
Mas tem um motivo mais profundo aí. Que eu vou explicar agora.
A necessidade de comer açúcar (alimentos doces) é do adulto. O bebê está provando tudo. Ele não sabe, por exemplo, que o suco de maracujá tem que ser adoçado. Sério. Ele vai aprender o que você mostrar a ele. Ele não sabe que a banana pode ficar melhor com açúcar. Ou não. A necessidade é nossa, não do bebê.
Só que, por natureza, o bebê já vem gostando de doce de fábrica. Ofereça açúcar, iogurte adoçado, chocolate, pirulito e geralmente você verá um bebê que vai comer e se lambuzar. A lactose do leite materno é levemente adocicada.
Por isso, não é um dos…

Alimentação para maiores de 1 ano!

Eba! Chegou o tão esperado aniversário de 1 ano do bebê. Depois da correria da festa, voltamos ao dia-a-dia do bebê. Com uma nova dúvida. E a alimentação? Aí, passamos no pediatra, e ele indica: agora mãe, ele deve comer a alimentação família. A mãe comemora (ou não). Não precisa mais fazer papinhas... Aí eu entro: alimentação da família? Tenho medo dessa frase... prefiro dizer que agora a família vai comer a alimentação do bebê com a textura adaptada! Sabe porquê? Como é a alimentação dos adultos em casa? Você, mãe zelosa, vinha fazendo a alimentação perfeitinha, com todos os grupos alimentares e tal...como passou do primeiro ano, só arroz, feijão e carne é suficiente? Calma! Nada contra o arroz e o feijão, pelo contrário. Dupla fantástica, garante um prato quase completo. Lembra desse post? Quase completo por que o legume e/ou a verdurinha precisa acompanhar o prato. Como faziam na época da papinha. Portanto, a alimentação continuará com todos os grupos alimentares... fonte de carboidra…