Pular para o conteúdo principal

Mais uma do Dudu, nosso menino que não come!










































































 




        Contar histórias mirabolantes pode dar certo para a criança comer... porém, apenas por um tempo! Logo ele vai desconfiar que não vai se transformar em um monstrão! Pelo menos experimentou, não é verdade?
       Para uma criança comer bem e de tudo, precisamos investir em uma ótima educação alimentar! O exemplo é um bom começo... já comeu uma fruta deliciosa e fresquinha com seu filho hoje?
Beijos e uma ótima semana!


Comentários

  1. Olá, Karine!!
    Muito bom seu blog!! Idéias ótimas para ajudar a criançada a ter uma alimentação saudável!!
    bjss

    ResponderExcluir
  2. Olá Karine, tenho um meninão de 1 ano e 9 meses e o meu problema é que ele se recusa a comer comida salgada ele adora frutas é no almoço come tomate, alface, milho, ervilha, batata frita(sem oleo) e nunca come todas estas de uma vez quando come milho e esvilha não come tomate... frutas come todas e em grande quantidade, adora uva passa e banana e damasco secos, não come nenhum tipo de queijo, carne ou ovo nem macarrão ou arroz de bobagem ele come bolo, pipoca e danoninho que ele adora mas ele come uma fatia de bolo por dia e pipoca e danoninho só de vez em quando, os pediatras dizem que ele tem uma alimentação saudável por comer frutas e legumes e não comer muitos doces e salgadinhos mas sei que para uma boa alimentação temos que comer todos os grupos alimentares...mas o que fazer?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querida!
      A primeira medida a tomar é organizar todos os horários direitinho, das refeições e dos lanches. Formar uma rotina facilita a aceitação dos alimentos. Você está certa, precisamos nos preocupar se nosso filho exclui totalmente um grupo alimentar, já que os nutrientes vem divididos também por grupos alimentares. Mas a batata substituiria o arroz ou o macarrão que ele não gosta, e um peixe ou frango substitui a carne que ele também não curte. Dê uma olhada nos textos intitulados "Meu filho não come", dá pra tirar dicas de todos eles.
      Beijos e boa sorte!

      Excluir
  3. Olá, só hoje descobri seu blog, e fiquei maravilhada com tantas informações importantes que li, obrigada por tirar minhas duvidas sem mesmo saber que existiam, o seu trabalho é muito importante e com certeza ajuda a muitas mães desesperadas.

    att. Liliane

    ResponderExcluir
  4. Olá tudo bem. Meus filhos vão fazer um ano e quase não aceitam comida, o que devo fazer?

    ResponderExcluir
  5. Olá tudo bem. Meus filhos vão fazer um ano e quase não aceitam comida, o que devo fazer?

    ResponderExcluir
  6. Olá tudo bem. Meus filhos vão fazer um ano e quase não aceitam comida, o que devo fazer?

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comente! A nutri adora conversar!

Pots mais lidos

Alimentação para maiores de 1 ano!

Eba! Chegou o tão esperado aniversário de 1 ano do bebê. Depois da correria da festa, voltamos ao dia-a-dia do bebê. Com uma nova dúvida. E a alimentação? Aí, passamos no pediatra, e ele indica: agora mãe, ele deve comer a alimentação família. A mãe comemora (ou não). Não precisa mais fazer papinhas... Aí eu entro: alimentação da família? Tenho medo dessa frase... prefiro dizer que agora a família vai comer a alimentação do bebê com a textura adaptada! Sabe porquê? Como é a alimentação dos adultos em casa? Você, mãe zelosa, vinha fazendo a alimentação perfeitinha, com todos os grupos alimentares e tal...como passou do primeiro ano, só arroz, feijão e carne é suficiente? Calma! Nada contra o arroz e o feijão, pelo contrário. Dupla fantástica, garante um prato quase completo. Lembra desse post? Quase completo por que o legume e/ou a verdurinha precisa acompanhar o prato. Como faziam na época da papinha. Portanto, a alimentação continuará com todos os grupos alimentares... fonte de carboidra…

Intolerância a lactose em bebês? Provavelmente não!

Com certeza você já leu na web a palavra lactose. Dieta sem lactose. Iogurte sem lactose. Mas o que é lactose? Seria bom tirar das crianças também?
Lactose é um dos carboidratos do leite. A grosso modo, um açúcar presente em leites. 
Leite materno, por exemplo, tem muita, muita lactose.
Nosso corpo, para digerir esse açúcar, usa enzimas que estão presentes no nosso organismo. Essas enzimas moram nas vilosidades intestinais. Vou mostrar:



Quando um bebê está tranquilo, vivendo a vida bebelística, a lactose é uma benção pra ele. É sim. Lactose, quando é “quebrada” pela enzima, vira galactose e ajuda constituição de galactopeptídeos integrantes do sistema nervoso central. Ela também ajuda a acumular água livre para reserva de termo-regulação, através da sudorese. Já viu como bebês suam?
A lactose também está associada à acidez das fezes e à formação da microbiota intestinal específica (predominância de lactobacillo e bifidobacteria, probióticos, o must da saúde atualmente), o que pode ser imp…

Iogurte na alimentação das crianças

Bom dia pessoal!
Vou seguir uma indicação de uma leitora querida, Alethéia, e escrever sobre iogurte na alimentação das nossas crianças.
Eu sou superfã deste alimento! Rico em Cálcio (sempre estimulo consumo de alimentos ricos  neste micronutriente pois nossa população está bem carente....), tem a lactose (açúcar do leite) fermentada e por isso é de fácil digestão, rico em probióticos, as tais bactérias benéficas que equilibram nossa flora intestinal, fortalece o sistema imunológico e facilita o trânsito intestinal, entre outros benefícios.  O iogurte pode ser incluido na alimentação do bebê após o início da alimentação complementar, isso é, com 6 a 7 meses aproximadamente. Com algumas ressalvas e detalhes.
Detalhe número 1: O iogurte para dar para o bebê, necessariamente tem que ser natural e sem açúcar. Os petit suisses vendidos no mercados contém corantes, aromatizantes e conservantes, substâncias estranhas ao nosso organismo (nós nutricionistas chamamos estas substâncias de xenobiótic…