Pular para o conteúdo principal

Meu filho não come! parte 1 - bebês

Bom dia!

Hoje estou aqui para começar a tratar de um assunto que assusta as mães... as crianças que não comem ou crianças inapetentes.

Existem muitos motivos para esta situação acontecer, de acordo com a faixa etária da criança.
Hoje vamos tratar de bebês. Quando seu bebê chegar à idade de aproximadamente seis meses, chegou o momento da alimentação complementar e o momento da primeira papa salgada, na hora do almoço.
A mamãe então, com todo o carinho, segue a risca a recomendação do pediatra/nutricionista, escolhe os vegetais, a carne, coloca seu temperinho especial (sem produtos com aditivos químicos), amassa com o garfo, coloca no pratinho escolhido especialmente para a ocasião, e serve ao pequeno gourmet.
E aí.... ele cospe!
Cospe, faz cara feia, não quer experimentar....
E a mãe se desespera! Meu filho não come!!!!!!
Dica especial: seu bebê, por natureza, aprecia mais o paladar levemente doce. Ele pode estranhar o salgado. Para fazer a transição, podemos utilizar dos legumes e vegetais com sabor mais adocicado, como por exemplo, a abóbora, a beterraba, a batata doce, a cenoura, combinados com o frango, couve manteiga ou alface.
A batata doce, por exemplo, é rica em vitamina A, possui vitamina C e vitaminas do complexo B. Com certeza, vai facilitar seu trabalho e aumentar as chances do seu filhinho apreciar mais o momento da refeição!
E outra coisa...a criança precisa experimentar o alimento de 8 a 10 vezes para saber se não gosta.
Aí vai uma receitinha de papinha seguindo estas premissas:



Papinha de frango, batata doce, couve e abobrinha

Ingredientes
2 col. (de sopa) de peito de frango cortado em cubos, limpo e sem osso
2 col. (de sopa) de batata doce, descascada, em cubos
2 col. (de sopa) de abobrinha.
1/2 folha média de couve manteiga picada
1/2 col. de chá de cebola
1/3 de dente de alho espremido
1 col. chá de óleo de girassol, ou milho, ou azeite
1 mini pitada de sal.

Preparo:
Refogar os temperos no óleo/azeite, colocar o frango em cubos. Colocar a batata doce, água suficiente para cozinhar (mas não exagere na quantidade de água). Quando a batata estiver macia, e o frango desfiando, incluir a abobrinha e a couve, cozinhar mais um pouco, colocar a mini pitada de sal, espere esfriar, amasse com o garfo e sirva.
Fica uma delícia!

Após a transição, não se esqueça de variar o máximo possível os alimentos que fazem parte da papinha do seu bebê, para garantir o aporte necessário de todos os nutrientes que seu bebê precisa!

Beijos e bom apetite!

Comentários

  1. E para meu filho de 5 ano?
    Difícil ele comer tb, viu

    Ah, adorei o blog! Estou seguindo no twitter tb!

    ResponderExcluir
  2. Olá Joana!
    Logo mais vai ser outro post...sobre os maiorzinhos...mais adianto pra você: coloque horários fixos, e se ele não comer em uma refeição...não dê comida até a próxima refeição!!! Obrigada pelo elogio! Estou aqui para ajudar!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Inapetencia, aprendendo mais uma palavra nova ;)

    ResponderExcluir
  4. Minha pequena já está com 1 ano e meio, tive muita dificuldade para faze-la comer, se soubesse dessa dica antes, poderia ter sido mais fácil a adaptação dela referente a alimentação. Mesmo assim muito obrigada por essa dica, vou passar para as amigas que tem esse problema com os pequenos. Bjos...

    ResponderExcluir
  5. Olá Liciane!
    E como ela está comendo agora? Ganha peso suficiente?
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Olá, Karine.
    Conheci seu blog atraves do Comer para crescer e já estou seguindo.
    Tenho uma filha de 1 ano e 4 meses que me deu muito trabalho na iniciação dos alimentos. Foram 40 dias para comer com gosto.
    Chorava, sentia ânsia... mas eu insisti todo dia e consegui. Hoje ela come muuuito bem, em seus horários fixos.
    Parabéns pelo seu cantinho. Vou acompanhar sempre.
    Bjos.

    ResponderExcluir
  7. Olá Fabiana!
    Bem-vinda ao blog! Fico feliz com sua visita!
    Parabéns pra você, por conta da sua perseverança! Isso que é uma história de vitória, não deve ter sido fácil...
    Beijos para voc~e e para sua princesinha e até mais!

    ResponderExcluir
  8. Olá, adorei esse blog !! Minha filha já tem 8 meses e so mama LM, não quer aceitar as papinhas, todo dia eu faço com todo carinho , mais ela so come 4 colheradinhas e ja não quer mais, suco ela so toma de melancia, laranja ou melão, e so 50 ml, muito raramente ela aceita outro tipo. Fica chorando, procurando o peito e até sorri de boca fechada para não comer... Me de alguma dica rsrs
    Abraços.

    ResponderExcluir
  9. Olá Cleidi!
    Que situação hein! Não ofereça o peito se ela não quiser comer, espere 2 horas para ofertar outro alimento após o horário do almoço. Insistência, paciência e perseverança são as palavras de ordem!
    E ela está ganhando peso suficiente? Se sim, fique mais tranquila, mas não desanime em realção a insistir.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Gostei muito do blog! Parabéns!
    Tenho uma filha de 9 meses. Desde que ela nasceu, toma complemento e, aos 3 meses, tive que voltar a trabalhar e meu leite secou. Então o refluxo piorou e ela só aceitava a mamadeira quando estava dormindo. Tratamos o refluxo, mas ficou cada vez mais difícil aceitar a mamadeira (o engraçado é que quando ela ainda mamava no peito, adorava mamadeira!). Semana passada desisti de dar mamadeira e passei a engrossar o leite com Mucilon e dar com colher de manhã e à tarde. Para minha surpresa ela amou!!! Passou a comer mais e melhor também as papinhas salgadas. Porém não gosta de nenhum tipo de suco de fruta e tenho que dar em pedacinhos... Faço o maior esforço ainda para ela mamar às 22h, antes de dormir, mas o sono é super agitado e percebo que ela tem fome de madrugada, mas não mama de jeito nenhum!!! Eu acordo umas 15 vezes com ela chorando... Será que o que ela come ainda não é suficiente? Por que ela não gosta da mamadeira? Ainda é necessário a mamadeira na madrugada? Na última consulta ela estava com 7,5kg, há 1 mês. Será que estou acertando? Me dê uma dica...Obrigada.

    ResponderExcluir
  11. Olá Gelsi!!!!
    Olá Gelsi!!!!

    Existem muitas informações, que pedem uma avaliação mais apurada, o ideal seria levá-la até um nutricionista que trabalhe com crianças, para tentar tratar o refluxo que você menciona e analisar sua alimentação, seu desenvolvimento e seu ganho de peso. O ideal é não dar de mamar quando a criança dorme, isso forma um hábito inadequado. Dar em colher é uma opção, mas quanto você está dando? Não necessariamente o bebê precisa tomar sucos se comer a frutinha, quanto a isso, fique tranquila. Pra saber se é suficiente a quantidade que ela come, precisaria fazer uma análise do ingerido todo o dia mais as informações do ganho de peso dela da vida toda, analisamos conforme o ganho de peso vai acontecendo, é inseguro avaliar só o peso atual!! E na idade dela, a mamadeira de madrugada é dispensável!
    Boa sorte e bejos pra vocês duas!

    ResponderExcluir
  12. Oi, boa tarde, estou desesperada, tenho uma bebê de 9 meses ta pesando 8,500 kg, ela não quer comer nada faço todo tipo de comidinha pra ela mas nem abre a boca pra experimentar a comida oque eu faço?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querida!
      Vá procurar ajuda profissional. Analisar todas as possibilidades que fazem sua filha não comer é fundamental.
      Um abraço e boa sorte!

      Excluir
  13. Bom dia, Karine

    Obrigada por todas essas orientaçõas. Meu filho de 6 meses começou a alimentação de papinhas de frutas e salgado agora, mas percebi que ele ficou sentindo umas dores na barriga. Na primeira refeição coloquei abóbora, batata e a tarde dei maça e pera e na segunda coloquei batata abóbora, uma folha de hortelã e outra de salsa e a tarde dei banana sem o meio. A minha dúvida é se está correto e se posso continuar e quais seriam os alimentos melhores para não prender o intestino. obrigada e parabéns

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querida!
      Vaja aqui como fazer uma papinha bem completa: http://nutricionistainfantil.blogspot.com.br/2011/07/alimentacao-complementar-afinal-como.html (é só colar o link na barra de entrada). Para não prender o intestino sirva mamão, laranja, chicória, escarola, abóbora, folhas em geral e água à vontade.
      Um beijo grande

      Excluir
  14. Boa tarde Karine!

    Estou desesperada, meu Enrique tem 6 meses e meio, pesa 6.700kg e há 1 mês comecei com suco e papinha de fruta. Ele mal toma o suco e a fruta depende do dia come umas 3 colherinhas de chá.
    Agora comecei com a papa salgada e esta o mesmo sufoco, 3 colheres de chá no máximo. Estou com vontade até de desistir!
    A pediatra me disse que bebes que mamam no peito são mais difíceis de aceitar outros alimentos
    Me ajude, não sei mais o que fazer!
    Obrigada
    Andréia

    ResponderExcluir
  15. Oi Karine
    Estou amando seu blog e acho que vc pode me ajudar! Tenho uma filha de 8 meses que se recusa a comer frutas e papinha salgada. Só toma suco e mesmo assim só no berçário. Iniciei frutas e suco aos 5 meses e ela nunca comeu sequer 1 colher de fruta. Vira o rosto, empurra a colher e cospe o q colocamos na boca. Tentei depois de um tempo a sopinha e teve dias em que comeu um pouco de sopinha de mandioquinha (umas 5 colherinhas), mas não era uma constante. Tinha dias q tb recusava. Já faz umas 2 semanas q nao tem comido nem isso. Não quer nem experimentar. Fica brava e chora qdo insisto. Não sei mais o que fazer. Já variei os sabores, a textura, os horários para oferecer e até já deixei ela com fome. Não come de jeito nenhum. Fico preocupada pq ela já tem 8 meses. Vinha engordando notmalmente, mas nesse mes não engordou nada. Fico com medo que comece a emagrecer. Toma LA tb. O que você sugere? Muito obrigada

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comente! A nutri adora conversar!

Pots mais lidos

Iogurte na alimentação das crianças

Bom dia pessoal!
Vou seguir uma indicação de uma leitora querida, Alethéia, e escrever sobre iogurte na alimentação das nossas crianças.
Eu sou superfã deste alimento! Rico em Cálcio (sempre estimulo consumo de alimentos ricos  neste micronutriente pois nossa população está bem carente....), tem a lactose (açúcar do leite) fermentada e por isso é de fácil digestão, rico em probióticos, as tais bactérias benéficas que equilibram nossa flora intestinal, fortalece o sistema imunológico e facilita o trânsito intestinal, entre outros benefícios.  O iogurte pode ser incluido na alimentação do bebê após o início da alimentação complementar, isso é, com 6 a 7 meses aproximadamente. Com algumas ressalvas e detalhes.
Detalhe número 1: O iogurte para dar para o bebê, necessariamente tem que ser natural e sem açúcar. Os petit suisses vendidos no mercados contém corantes, aromatizantes e conservantes, substâncias estranhas ao nosso organismo (nós nutricionistas chamamos estas substâncias de xenobiótic…

Intolerância a lactose em bebês? Provavelmente não!

Com certeza você já leu na web a palavra lactose. Dieta sem lactose. Iogurte sem lactose. Mas o que é lactose? Seria bom tirar das crianças também?
Lactose é um dos carboidratos do leite. A grosso modo, um açúcar presente em leites. 
Leite materno, por exemplo, tem muita, muita lactose.
Nosso corpo, para digerir esse açúcar, usa enzimas que estão presentes no nosso organismo. Essas enzimas moram nas vilosidades intestinais. Vou mostrar:



Quando um bebê está tranquilo, vivendo a vida bebelística, a lactose é uma benção pra ele. É sim. Lactose, quando é “quebrada” pela enzima, vira galactose e ajuda constituição de galactopeptídeos integrantes do sistema nervoso central. Ela também ajuda a acumular água livre para reserva de termo-regulação, através da sudorese. Já viu como bebês suam?
A lactose também está associada à acidez das fezes e à formação da microbiota intestinal específica (predominância de lactobacillo e bifidobacteria, probióticos, o must da saúde atualmente), o que pode ser imp…

Alimentação para maiores de 1 ano!

Eba! Chegou o tão esperado aniversário de 1 ano do bebê. Depois da correria da festa, voltamos ao dia-a-dia do bebê. Com uma nova dúvida. E a alimentação? Aí, passamos no pediatra, e ele indica: agora mãe, ele deve comer a alimentação família. A mãe comemora (ou não). Não precisa mais fazer papinhas... Aí eu entro: alimentação da família? Tenho medo dessa frase... prefiro dizer que agora a família vai comer a alimentação do bebê com a textura adaptada! Sabe porquê? Como é a alimentação dos adultos em casa? Você, mãe zelosa, vinha fazendo a alimentação perfeitinha, com todos os grupos alimentares e tal...como passou do primeiro ano, só arroz, feijão e carne é suficiente? Calma! Nada contra o arroz e o feijão, pelo contrário. Dupla fantástica, garante um prato quase completo. Lembra desse post? Quase completo por que o legume e/ou a verdurinha precisa acompanhar o prato. Como faziam na época da papinha. Portanto, a alimentação continuará com todos os grupos alimentares... fonte de carboidra…