Pular para o conteúdo principal

Receitinha especial

Boa tarde pessoal!

Hoje a tarde está friozinho, qual vai ser o lanche da tarde do seu pequeno?
Um pãozinho sempre cai bem....e se vier recheado de vitaminas e minerais, com uma cor linda e chamativa, melhor ainda!
Hoje teremos a participação especial da minha colega nutricionista Laura Alonso, uma nutri apaixonada por gastronomia que prepara receitas deliciosas e especiais, e tem um blog chamado http://nutrigastronomiaecultura.blogspot.com/ com diversas informações e receitas. Vale a pena dar uma olhada, tudo é feito por ela com muito carinho - as fotos são reais!
Pedi a ela que fizesse uma receita para crianças, e ela teve a brilhante idéia de fazer pãezinhos. A receita cai bem no lanche da tarde, no lanche da escola e até no café da manhã. Se tiver oportunidade, faça uma reunião de crianças em casa regada a brincadeiras, com os amiguinhos do seu filho, e sirva esta receita. Todos vão adorar, você irá se surpreender!

Pão de cenoura e brócolis
Massa Básica
1 colher de sopa de fermento biológico seco /ou/ 2 tabletes de fermento biológico
1 colher de chá de açúcar
1 colher de chá de sal
2 colheres de sopa de óleo de girassol
2 colheres de manteiga

2 1/2 xic. de farinha (que pode ser integral)
1 ovo

Para dar cor
1 xic de cenoura cozida e triturada + 1 massa básica
1 xic. de brócolis cozido e triturado + 1 massa básica
1 ovo para pincelar


Modo de Preparo
Misture 1 massa básica com a cenoura, outra para o brócolis. Sove bem. Deixe descansar por 30 minutos.
Unte 2 formas de pão ou modele da forma que desejar
Divida as massas em 2 partes, junte as duas cores da maneira que desejar. Deixe crescer por mais 30 minutos.
Pincele os pães com uma gema de ovo e leve para assar por 40 minutos em fogo médio.
Crianças a partir de 1 (hum) ano podem se deliciar (supervisionadas pelos pais, é bom lembrar).

Bom apetite!!!!!



Comentários

  1. Parabéns pelo blog,adorei as dicas,a minha pequena é daquelas que gosta de tudo e dia 30/01/2012 ela começa na escolinha e a professora pediu para mandar coisas saudáveis ao invés de mandar "porcarias",mas na hora de montar a lancheira...ainda não tenho prática,mas com as suas dicas ficou bem mais simples,eu fiz essa receitinha de pão,imagine ela adorou,obrigada pelas dicas.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comente! A nutri adora conversar!

Pots mais lidos

Intolerância a lactose em bebês? Provavelmente não!

Com certeza você já leu na web a palavra lactose. Dieta sem lactose. Iogurte sem lactose. Mas o que é lactose? Seria bom tirar das crianças também?
Lactose é um dos carboidratos do leite. A grosso modo, um açúcar presente em leites. 
Leite materno, por exemplo, tem muita, muita lactose.
Nosso corpo, para digerir esse açúcar, usa enzimas que estão presentes no nosso organismo. Essas enzimas moram nas vilosidades intestinais. Vou mostrar:



Quando um bebê está tranquilo, vivendo a vida bebelística, a lactose é uma benção pra ele. É sim. Lactose, quando é “quebrada” pela enzima, vira galactose e ajuda constituição de galactopeptídeos integrantes do sistema nervoso central. Ela também ajuda a acumular água livre para reserva de termo-regulação, através da sudorese. Já viu como bebês suam?
A lactose também está associada à acidez das fezes e à formação da microbiota intestinal específica (predominância de lactobacillo e bifidobacteria, probióticos, o must da saúde atualmente), o que pode ser imp…

Iogurte na alimentação das crianças

Bom dia pessoal!
Vou seguir uma indicação de uma leitora querida, Alethéia, e escrever sobre iogurte na alimentação das nossas crianças.
Eu sou superfã deste alimento! Rico em Cálcio (sempre estimulo consumo de alimentos ricos  neste micronutriente pois nossa população está bem carente....), tem a lactose (açúcar do leite) fermentada e por isso é de fácil digestão, rico em probióticos, as tais bactérias benéficas que equilibram nossa flora intestinal, fortalece o sistema imunológico e facilita o trânsito intestinal, entre outros benefícios.  O iogurte pode ser incluido na alimentação do bebê após o início da alimentação complementar, isso é, com 6 a 7 meses aproximadamente. Com algumas ressalvas e detalhes.
Detalhe número 1: O iogurte para dar para o bebê, necessariamente tem que ser natural e sem açúcar. Os petit suisses vendidos no mercados contém corantes, aromatizantes e conservantes, substâncias estranhas ao nosso organismo (nós nutricionistas chamamos estas substâncias de xenobiótic…

Alimentação para maiores de 1 ano!

Eba! Chegou o tão esperado aniversário de 1 ano do bebê. Depois da correria da festa, voltamos ao dia-a-dia do bebê. Com uma nova dúvida. E a alimentação? Aí, passamos no pediatra, e ele indica: agora mãe, ele deve comer a alimentação família. A mãe comemora (ou não). Não precisa mais fazer papinhas... Aí eu entro: alimentação da família? Tenho medo dessa frase... prefiro dizer que agora a família vai comer a alimentação do bebê com a textura adaptada! Sabe porquê? Como é a alimentação dos adultos em casa? Você, mãe zelosa, vinha fazendo a alimentação perfeitinha, com todos os grupos alimentares e tal...como passou do primeiro ano, só arroz, feijão e carne é suficiente? Calma! Nada contra o arroz e o feijão, pelo contrário. Dupla fantástica, garante um prato quase completo. Lembra desse post? Quase completo por que o legume e/ou a verdurinha precisa acompanhar o prato. Como faziam na época da papinha. Portanto, a alimentação continuará com todos os grupos alimentares... fonte de carboidra…