Pular para o conteúdo principal

Alguns alimentos específicos e a alimentação do seu filho

Bom dia pessoal!

As indústrias alimentares geralmente recomendam uma faixa etária para começar a ofertar certos alimentos às crianças. Alimentos que geralmente já fazem parte da alimentação infantil desde bebezinhos. Conheçam alguns:


Farinha Láctea: a partir de 4 anos;

Ades: a partir de 3 anos;


Iogurtes Petit Suisse (Danoninho, Chambinho): a partir de 4 anos;
Neston: a partir de 4 anos;
Ninho Solei: a partir de 4 anos;
Actimel: a partir de 4 anos; 
Activia: a partir de 4 anos.
Lembrando que as faixas etárias recomendadas são informadas pela INDÚSTRIA, a parte do processo que, além de outras coisas, visa lucrar com estas vendas....se a própria indústria indica, mais a orientação do pediatra e principalmente a indicação da nutricionista, você se sente segura de ofertar estes alimentos pro seu bebê, ou seu pequenino de 2 anos?
Às vezes o que eu ouço como justificativa: meu bebê come isso desde os 4 meses e é uma criança super saudável. O que eu digo é: as consequências, às vezes, não vem agora. E sempre aumenta a probabilidade do seu filho ter uma doença associada a alimentação,  comendo inadequadamente ele está mais perto de ficar doente do que a criança que come corretamente. Você quer isso pro seu pequeno? Eu não gostaria.
Se a criança não escovar os dentes, vai aparecer cárie amanhã? Ou o processo também demora um pouco? Pois é! Assim é com a alimentação (nem sempre,  a consequência também pode vir na hora como uma imunidade baixa, colesterol alto, um problema intestinal e outras cositas más!).
Lembrando que alimentação saudável é um conjunto de coisas: frutas, legumes, arroz e feijão quentinho, carninha saborosa, um espetinho de peixe, uma espiga de milho, um bolo caseiro, um pão delicioso com um recheio, um iogurte, leitinho, uma refeição em família, se sujar comendo, enfim, prazer! Dá pra manter a criança sem comer alguns industrializados que não são indicados para a idade dela.
Pense nisso ;)

🌟🌟🌟 Quer saber mais sobre Introdução Alimentar Humanizada? 

Confira o curso online que montei especialmente para ajudar quem tem dúvidas e não pode ter uma consulta presencial. Clique para saber os detalhes e como se inscrever!🌟🌟🌟



Comentários

  1. Nossa, que bom ver este post seu! Só me anima a continuar no caminho que estou trilhando. E me dá argumentos para aqueles que dizem "ninguém morre por comer um danoninho..."

    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Amei!! Posso citar no blog e linkar seu blog?

    ResponderExcluir
  3. Olá Alethéa!
    Parabéns pela perseverança! Sua filha só terá o que te agradecer com sua postura, pode ter certeza! A boa saúde será um dos bens mais precisos que você deixará para ela!
    Oi Tchella!
    Fique a vontade! Informação é para se multiplicar!
    Beijos e obrigada pela visita garotas!

    ResponderExcluir
  4. Wow, esse post é perfeito!
    Minha filha de 15 meses nunca experimentou nenhum desses produtos, aliás nenhum industrializado, e ando sendo criticada, como se estivesse privando ela dos prazeres da vida,
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Adorei o seu post.
    Acho que as pessoas estão pouco sensibilizadas o que é uma pena... há ainda muito quem pense que rouba a infância do filho quem o priva de guloseimas e TV um pena mesmo.

    beijo

    ResponderExcluir
  6. Oi Karine, eu também sou super contra danoninhos e esses sucos de caixinha e industrializados, mas me dá uma luz? A farinha láctea integral também faz tanto mal como a outra? Porque eu dou ao Dudu de vez enquando com banana amassada, mas não é uma coisa que faria falta, então se for a mesma coisa que a outra prefiro não dar tb, o que vc acha? Beijos Thais e Dudu ( www.asdeliciasdodudu.blogspot.com)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É a mesma coisa. Melhor por a farinha de aveia

      Excluir
  7. Olá Thais!!!!
    Isso mesmo. A diferença entre as farinhas é que a integral tem 20% de cereal integral ( o que eu acho muito pouco!)mas.... contém quase a mesma quantidade de açúcar que a outra! São 22g de carboidratos a normal, e 21g a integral - não divulgam o quanto disso é açúcar. E contém aromatizantes, não indicados para bebês.
    Espero ter te ajudado!
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. e as bolachinhas de maizena? pode a partir de quando?
    Obrigada
    Patrícia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Patrícia!
      Muitos pediatra liberam antes, mas como trata-se de um alimento que contém açúcar e aditivos químicos, sugiro esperar até o primeiro ano antes de servir. Comece com os grissinis - mesmo comprados prontos - alguns não tem nenhum aditivo químico, olhe no rótulo na parte "ingredientes".

      Excluir
  9. Olá Karine!
    Você atende no RJ ou em SP?
    Poderia lhe enviar um email? Gostaria de escrever para você.
    Obrigada,
    Luciana

    ResponderExcluir
  10. Olá Luciana!
    Eu atendo em SP! Claro, pode sim, meu e-mail é nutricionistainfantil@gmail.com.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  11. Olá,karine!
    Nossa fiquei bastante preocupada depois q li dicas do seu blog...minha filha tem 2 anos e 2 meses e já esperimentou danoninho,neston,farinha láctea,enfim td isso,eu dava achando q estava fazendo o correto,me preocupo muito com a alimentação dela.Ela come sozinha..Tbm dou verduras e legumes,arroz,feijão e quando ela não gosta de alguns desses costumo fazer panquecas,purês e introduzí-los...Bom,será q posso começar td de novo!!!preciso de um cardápio semanal.O q fazer?

    ResponderExcluir
  12. Olá Karine!

    Meu bebê tem 1a e 4m e já comeu da lista o iogurte ninho soleil, que não sabia que não era indicado para menor de 4 anos. Mae tem que ler rótulos e tudo o mais, né?

    Normalmente eu dou iogurte natural com alguma fruta batida ou picadinha, mas em algumas situações dei estes com sabor. Sei que é pior, deve ter corantes e outras coisas que não são boas, mas tem algum que seja menos pior?

    Moro em Minas e aqui consumimos queijo e iogurte todos os dias, quase sempre marca itambé, que tem em todos os supermercados, conhece?

    Outra coisa que ele comeu foi mucilon, que tem açucar e por isso evito, mas o avó dele comprou numa viagem e para não criar problema de família falei que poderíamos dar 2 vezes por semana e foi assim até acabar a lata. Agora já voltamos para a boa a velha aveia.

    Adorei o blog!

    abraços ana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana!!
      Você pode escolher os "naturais", aqueles com cenoura e mel ou fruta mesmo, dê uma olhada nos rótulos. Quanto menos ingredientes estranhos, melhor! Parabéns pela preocupação com a alimentação do seu bebê, será a melhor herança que deixará a ele.
      Beijo grande!

      Excluir
  13. Bom dia Karine,
    Li sua matéria e gostaria de saber onde as indústrias informam com que idade os produtos podem ser consumidos? Vem nos rótulos? Porque não encontrei.
    Qual a sua opinião sobre o nescau e o toddy?
    Obrigada.

    ResponderExcluir
  14. olá ..adorei seu blog...vc conhece alguma nutricionista em bh? Minha filhota está com 5 meses e já comendo papinha...experimento coisas novas quase que diariamente como saberoque é mais indigesto ou oque nao é legal ..tipo berinjela como preparar? Obrigada

    ResponderExcluir
  15. Oi Karine! Meu filho tem quase 10 meses e com 1 ano vai a escolinha. Pretendo retardar a introdução de carboidratos refinados, açucar e sal o quanto eu puder. EM casa é tranquilo, mas a escolinha que escolhi (por sinal, a melhor que achei no quesito cardápio), oferece biscoitos e pãozinho com manteiga que els próprios mandam fazem em uma panificadora próxima. Como meu filho teve APLV (está curado) e eu tenho sensibilidade ao gluten, eles me disseram que só oferecerão ao meu filho com o meu aval estes alimentos (no mais, frutas, legumes, carnes, nada industrializado mesmo). A questão é: libero ou não? Penso que o gluten no caso dele pelo que li de estudos, é mais interessante a partir de 2 anos somente. E ainda que não seja pela questão do gluten, é melhor priva-lo / exclui-lo deste momento na escolinha OU deixar que ele participe de vez em quando? Se você considera OK permitir, o que acha que eu deveria questionar a escola quanto a composição destes alimentos (que gordura é utilizada, por exemplo!?). Abraços! E desculpa, fazemos acompanhamento com uma gastropediatra excelente mas gastro não é nutricionista (por ela tudo bem liberar isso tudo) e confio muito em sua opinião.

    ResponderExcluir
  16. então não pode nenhum iogurte?!....danoninho minha filha nem gostava, nao dava por até orientação da pediatra mas como voltei pra minha cidade, casas da avo sempre tem tudo, ela começou a comer danoninho e sucos industrializados...mas parei já tem um tempo...problema q a escola não tem os lanches saudaveis e acabamos apelando para o mais pratico...mas passei a comprar o suco da escola e danonio parou...mas toma iogurte da ninho e neston...foi ate a propria pediatra pq a tarde tinha q ter o lanche lacteo mas q não fosse o leite....passou iogurte natural com sabor mel e outros mas minha filha detestou.....

    ResponderExcluir
  17. Olá, gostaria de saber a fonte de pesquisa. Pq sempre olho a embalagem e nunca vi tais indicações. Obrigada

    ResponderExcluir
  18. Muito bom o post. Tenho uma dúvida, meu filho amamentou até 2 anos e 4 meses, desde 1,5 meses tomava uma mamadeira por noite (ninho +1 e agora ninho +3). Está com 3m8 meses e não aceita mais leite. Única forma de aceitar é o kefir, que geralmente misturamos com suco (com fruta não aceita) e iogurte industrializado (geralmente natural, mas vi que já estou dando o ninho e não poderia...
    enfim...leite faz tanta falta assim? Pois ele se alimenta bem, como carnes, feijão, legumes e muita fruta

    não é de biscoitos também!

    Desculpa me empolguei e exagerei nas perguntas. Belíssimo trabalho no blog!

    ResponderExcluir
  19. olha meu filho tem 8 meses e dou a ele a farinha lacta e so o q ele comer o q devo fazer?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deve fazer papinha! Use cenoura, batata, chuchu, bata no liqüidificador, bata arroz... faça as combinações!
      Com um certo tempo, pode colocar frango também, quando tiver alguns dentinhos mas sempre desfiado e cozido, nada de frituras!!!

      Excluir
  20. Meu filho adora mucilon de milho,ele faz todas as refeição,almoço,jantar e nos intervale
    o toma mamadeira com mucilon ou fruta ...será que está errado .Ele tem 9 meses
    e na madrugada mamadeira,me uma dica.

    ResponderExcluir
  21. A partir de qual idade devo oferecer banana com aveia e mel de abelha? ( 1 ano e 5 meses tem o nosso bebê)
    E mel de engenho ou melado de cana?

    ResponderExcluir
  22. Gostaria de saber se posso dar farinha láctea ou sustagém pra minha bebê de 1 ano......e estou fazendo míngau com nestogeno 2

    ResponderExcluir
  23. Comprei uma bandeja de danoninho, mas lendo este post não vou dar pra meu filho de 8 meses.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comente! A nutri adora conversar!

Pots mais lidos

Intolerância a lactose em bebês? Provavelmente não!

Com certeza você já leu na web a palavra lactose. Dieta sem lactose. Iogurte sem lactose. Mas o que é lactose? Seria bom tirar das crianças também?
Lactose é um dos carboidratos do leite. A grosso modo, um açúcar presente em leites. 
Leite materno, por exemplo, tem muita, muita lactose.
Nosso corpo, para digerir esse açúcar, usa enzimas que estão presentes no nosso organismo. Essas enzimas moram nas vilosidades intestinais. Vou mostrar:



Quando um bebê está tranquilo, vivendo a vida bebelística, a lactose é uma benção pra ele. É sim. Lactose, quando é “quebrada” pela enzima, vira galactose e ajuda constituição de galactopeptídeos integrantes do sistema nervoso central. Ela também ajuda a acumular água livre para reserva de termo-regulação, através da sudorese. Já viu como bebês suam?
A lactose também está associada à acidez das fezes e à formação da microbiota intestinal específica (predominância de lactobacillo e bifidobacteria, probióticos, o must da saúde atualmente), o que pode ser imp…

Iogurte na alimentação das crianças

Bom dia pessoal!
Vou seguir uma indicação de uma leitora querida, Alethéia, e escrever sobre iogurte na alimentação das nossas crianças.
Eu sou superfã deste alimento! Rico em Cálcio (sempre estimulo consumo de alimentos ricos  neste micronutriente pois nossa população está bem carente....), tem a lactose (açúcar do leite) fermentada e por isso é de fácil digestão, rico em probióticos, as tais bactérias benéficas que equilibram nossa flora intestinal, fortalece o sistema imunológico e facilita o trânsito intestinal, entre outros benefícios.  O iogurte pode ser incluido na alimentação do bebê após o início da alimentação complementar, isso é, com 6 a 7 meses aproximadamente. Com algumas ressalvas e detalhes.
Detalhe número 1: O iogurte para dar para o bebê, necessariamente tem que ser natural e sem açúcar. Os petit suisses vendidos no mercados contém corantes, aromatizantes e conservantes, substâncias estranhas ao nosso organismo (nós nutricionistas chamamos estas substâncias de xenobiótic…

Alimentação para maiores de 1 ano!

Eba! Chegou o tão esperado aniversário de 1 ano do bebê. Depois da correria da festa, voltamos ao dia-a-dia do bebê. Com uma nova dúvida. E a alimentação? Aí, passamos no pediatra, e ele indica: agora mãe, ele deve comer a alimentação família. A mãe comemora (ou não). Não precisa mais fazer papinhas... Aí eu entro: alimentação da família? Tenho medo dessa frase... prefiro dizer que agora a família vai comer a alimentação do bebê com a textura adaptada! Sabe porquê? Como é a alimentação dos adultos em casa? Você, mãe zelosa, vinha fazendo a alimentação perfeitinha, com todos os grupos alimentares e tal...como passou do primeiro ano, só arroz, feijão e carne é suficiente? Calma! Nada contra o arroz e o feijão, pelo contrário. Dupla fantástica, garante um prato quase completo. Lembra desse post? Quase completo por que o legume e/ou a verdurinha precisa acompanhar o prato. Como faziam na época da papinha. Portanto, a alimentação continuará com todos os grupos alimentares... fonte de carboidra…